Filosofia e História

Um pouco de filosofia e método de ensino da associação de Judô Kenshin. 
Judô em japonês escreve-se com dois ideogramas. 
Ju = que também se lê yawara, significa suave. 
Dô = que também se lê miti, significa caminho. 
Judô = caminho suave. 
Na Associação Kenshin são utilizadas algumas palavras cujo significado é importante conhecer. 
Mokutô (lê-se mokutoo) = oração em silêncio. 
Mokusso (lê-se mokussoo) = meditação. 
Onegai shimassu = por favor. 
Rei = cumprimento (pronuncia-se como o “r” de “areia”). 

Kenshin e seu significado. 
Ken = manifestação, aparecimento. 
Shin = real, verdadeiro. 
Kenshin = manifestação da verdade. 
A verdade do método do Sensei Shibayama, portanto da Kenshin dojô, resume-se em duas palavras japonesas: Shinsei Kaihatsu. 
Shin = Deus (verdade). 
Sei = natureza. 
Kaihatsu = exteriorizar. 
Shinsei Kaihatsu = “fazer exteriorizar a natureza divina de cada um”. 

Significa que todo homem é filho de Deus, perfeito e saudável sem mácula, sem pecado. O método consiste em acreditar que o homem verdadeiro, aquele que habita o fundo de nossa alma, é incapaz de pecar e incapaz de praticar o mal. Enxergando-se o homem bom perfeito, este se manifestará.

É este o método da associação de judô Kenshin. Todo homem no íntimo de seu ser é bom, não existem pessoas ruins, mas existem pessoas iludidas que acreditam em valores errôneos. Se pessoas a nossa volta nos parecem más, também somos responsáveis, pois não estamos enxergando naquele errante o homem feito a imagem e semelhança de Deus.

A prática do verdadeiro judô se dá quando há: 

1 - respeito ao adversário. 
2 – espírito de paz. 

O respeito ao adversário é consequência do reconhecimento do ser perfeito que nele habita, graças a ele (adversário) podemos aprimorar o nosso judô.

O espírito de paz de não agressão e não violência é necessário para o desenvolvimento e compreensão das técnicas de judô. Paz no espírito significa um espírito sem ódio, sem temor. Essas são máculas passageiras que nos induzem ao erro.